Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 22 de julho de 2014

Alimentação saudável contra o câncer

A alimentação é parte fundamental para prevenir e tratar tumores, uma alimentação correta é capaz de destruir e inibir células cancerosas. A alimentação deve ser o mais natural possível, evitando-se alimentos industrializados e embutidos, pois a maioria contém nitritos, conservante que pode se tornar um potente cancerígeno. Abuse de verduras, legumes, frutas, alimentos integrais, alimentos não gordurosos etc.
A boa alimentação é a solução para evitar o câncer. Deve-se abandonar os seguintes alimentos e hábitos:
Cigarro: tem compostos n-nitrosos, benzopirene e outros potentes iniciadores do câncer.
Bebidas alcoólicas: uma dose por dia, incluindo cerveja, eleva em 10% o risco de câncer de mama. Também aumenta o risco de câncer de esôfago, fígado, pâncreas e reto.
Diminua o consumo de carnes: quanto mais carne se come, mais compostos n-nitrosos são
produzidos pelas bactérias intestinais. Quando as proteínas animais são submetidas ao calor; liberam aminas aromáticas heterocíclicas e hidrocarbonetos aromáticos policísticos.
Frituras: óleos aquecidos a altas temperaturas liberam substâncias cancerígenas.
Nitritos: conservante de industrializados, carnes, salsichas, lingüiças, presuntos, carnes embutidas.
Exposição ao sol sem protetor solar.
Inibidores e destruidores de células cancerosas:
Linfócito T: destrói células cancerosas. Para tanto, deve haver fartas quantidades de vitaminas C, E e A, selênio, zinco, complexo B, ácido fólico, arginina, metionina e cisteína. Estes nutrientes são essenciais para imunidade contra o câncer. São abundantes em cereais integrais, feijões, legumes, verduras, frutas, nozes e sementes.
Glóbulos brancos: destróem células cancerosas, mas têm a mobilidade diminuída na alimentação com excesso de gordura. A ausência de fibras e cereais agrava a situação.
Selênio: junto com as proteínas, corta a circulação para as células cancerosas, destruindo-as. Alimentos que possuem selênio têm outros fitoquímicos protetores que interagem entre si, sendo ativados pela mastigação.
Zinco: ativa a endostatina, que corta a circulação para as células cancerosas
Exercícios físicos: melhoram a circulação e ativam as reações químicas inibidoras de câncer.
Também são inibidores da carcinogênese o pentosan, ácido glutâmico, ácido fítico, isoflavonas dos cereais integrais, inibidores da protease, dos feijões e das sementes, as vitamina C e A, fenóis, indóis, ditioltione dos legumes e verduras, a vitamina E da soja, sementes, cereais e frutas.
Portanto a alimentação deve ser rica em:
Fontes de vitamina C: laranja, mexerica, manga limão, acerola, kiwi, brócolis, rúcula, agrião, couve, espinafre, escarola, tomate.
Fontes de vitamina E: nozes, amêndoas, castanhas, peixes, soja, cereais, produtos integrais.
Fontes de vitamina A: cenoura, abóbora, moranga.
Arginina, metionina, cisteína: feijões, cereais integrais, arroz , grãos.
Selênio: castanhas, amêndoas e nozes.
Zinco: carne magra, peixe, castanha, nozes.
Complexo B: leite (desnatado ou semi), queijo (branco), iogurte, demais derivados de leite.
ALIMENTOS CONTRA O CÂNCER 
ALIMENTO
COMPONENTE ATIVO
TIPO DE CÂNCER QUE PREVINE
Abóbora
betacaroteno
Próstata, mama e bexiga
Berinjela
Ácido fenólico
Esôfago e mama
Brócolis
Ácido cinâmico e
carbinol indol-3
Mama
Cenoura
Betacaroteno e flavonóides
Próstata, mama e bexiga
Cereais
Fibras insolúveis
Cólon
Couve-flor
Carbinol indol-3
Mama
Couve manteiga
Carbinol indol-3
Mama
Ervilha
Pectina e isoflavona
Mama, pulmão, cólon, reto, estômago e próstata
Feijão
isoflavonas
Mama, pulmão, cólon, reto, estômago e próstata
Lentilha
isoflavonas
Mama, pulmão, cólon, reto, estômago e próstata
Linhaça
Lignana, ácido graxo ômega 3
Mama, ovário e próstata
Manga
betacaroteno
Mama, próstata e bexiga
Mostarda (folha)
Carbinol indol 3
Mama
Peixes (salmão, bacalhau, atum)
Omega 3
Mama, laringe, cólon, pele, pâncreas e pulmão
repolho
Carbinol indol 3
Mama
Shitake
Lentinan
Mama, pulmão, estômago, cólon e reto
Tomate
Licopeno
Mama, bexiga e próstata


Confira dicas de receitas saudáveis:
* Salada colorida:
INGREDIENTES: 1 maço de rabanetes, 1 alface americana, 1/4 de queijo meia cura, 2 cenouras. MODO DE PREPARO: 1.Cortar os rabanetes em rodelas.  2.Ralar a cenoura, cortar a alface americana bem fininha e o queijo em cubos.  3.Servir com molho de sua preferência. 4.Bom apetite.

* Patê de Ricota:
INGREDIENTES:500g de ricota, 1 xícara de café de azeite, 1/2 xícara de chá de cheiro verde picadinho, sal e pimenta do reino a gosto.
MODO DE PREPARO: Misture tudo e amasse bem. Sirva com torradas ou pão.

Fonte: http://ellenrampini.com.br/

segunda-feira, 21 de julho de 2014

SOBRE CÂNCER INFANTIL

Tipos de câncer em crianças

Os tipos de câncer que ocorrem mais frequentemente em crianças são diferentes daqueles observados em adultos.Os cânceres mais comuns das crianças são leucemia, Cerebrais e outros tumores do sistema nervoso, neuroblastoma, tumor de Wilms, linfoma, rabdomiossarcoma, retinoblastoma e câncer ósseo (incluindo osteossarcoma e sarcoma de Ewing).
O mais comum ainda é o câncer do tipo leucemia. Outros tipos de câncer são raros em crianças, mas acontecem às vezes. Em casos muito raros, as crianças podem até desenvolver cânceres que são muito mais comum em adultos como de mama, por exemplo.


O que é leucemia?
Leucemia é um dos tipos de câncer da medula óssea e do sangue, e um dos cânceres infantis mais comuns. Ele responde por cerca de 34% de todos os cânceres em crianças. Os tipos mais comuns em crianças são a leucemia linfóide aguda (LLA) e leucemia mielóide aguda (LMA). A leucemia pode causar dor nos ossos e articulações, fadiga, fraqueza, sangramento, febre, perda de peso e outros sintomas.

O que é neuroblastoma?

O neuroblastoma é uma forma de câncer que se inicia em formas primitivas de células nervosas encontradas em um embrião em desenvolvimento ou feto. É responsável por cerca de 7% dos cânceres infantis. Este tipo de câncer ocorre em  crianças lactentes  ejovens. Raramente é encontrado em crianças com mais de 10 anos. Este tumor pode começar em qualquer lugar, mas é geralmente na barriga (abdômen) que e é notado como inchaço. Ela também pode causar dor óssea e febre.

O que é Tumor de Wilms?

O tumor de Wilms é um câncer que começa em um, ou raramente, ambos os rins. É mais freqüentemente encontrado em crianças de 3 a 4 anos de idade, e é incomum em crianças com mais de 6 anos de idade. Ele pode mostrar-se como um inchaço ou caroço na barriga (abdômen). Às vezes, a criança pode ter outros sintomas, como febre, dor, náuseas ou falta de apetite. Ele corresponde a cerca de 5% dos cânceres infantis.

Câncer em Crianças

O câncer começa nas células, que são os blocos de construção de seu corpo. Normalmente, as células novas se formam como você precisa que elas se formam, substituindo as células velhas que morrem. Às vezes, esse processo dá errado. Novas células se formam quando você não precisa delas, e as células velhas não morrem quando deveriam. As células extra podem formar um tumor. Os tumores benignos não são câncer, enquanto os malignos são. Células de tumores malignos podem invadir tecidos vizinhos ou romper e se espalhar para outras partes do corpo.
Crianças podem ter câncer
As crianças podem ter câncer nas mesmas partes do corpo que os adultos, mas há diferenças. O câncer infantil pode surgir de repente, sem sintomas iniciais, e com uma alta taxa de cura. As o tipo de câncer mais comum em crianças é a leucemiaOutros tipos de câncer que afetam as crianças incluem os tumores cerebraislinfoma e o sarcoma de tecido mole. Estes são os mais comuns, mas mais raramente podem surgir outros tipos de câncer no corpo e causar problemas ao organismo infantil.
Sintomas de um câncer infantil 
Os sintomas e tratamento dependem do tipo de câncer e o quão avançado ele está no corpo. O tratamento pode incluir cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. As crianças podem apresentar leves dores de cabeça, baixa resistência física, uma falta de vontade de brincar e dificuldades de fazer atividades básicas.
Mas como dissemos antes, o câncer em crianças pode não ter sintomas e por isso um acompanhamento constante com um pediatra é a melhor pedida. O profissional deve acompanhar o tratamento semanalmente para que os melhores resultados sejam obtidos sempre e, se diagnosticado na fase inicial, o sucesso no tratamento pode ser muito maior que em adultos. Crianças tendem a se recuperar bem melhor do câncer que as crianças, pois seu organismo está mais forte.
Fonte: http://www.sobrecancer.com/

sexta-feira, 18 de julho de 2014

INFORMAÇÕES QUE VOCÊ PRECISA SABER!!!

Por que ocorre a falta de apetite durante a quimioterapia?


A falta de apetite e perda de peso em pacientes oncológicos muitas vezes é gerada pelo aumento na produção de citocinas pelo tumor, que avisam ao cérebro que há necessidade de comer menos.  Para combater o tumor, o organismo também aumenta a produção de citocinas, diminuindo ainda mais o apetite.
O segredo é variar bastante o cardápio, com opções que mais  agradem o paciente, para que a alimentação não fique enjoativa e que acima de tudo se tenha o prazer em comer.
A alimentação precisa ser mais reforçada e o uso de suplementos (desde que recomendados por um médico ou nutricionista) pode fazer a diferença, quando for observada déficits na  ingestão alimentar, não atingindo as necessidades nutricionais diárias.
Comer pouco várias vezes ao dia é muito importante (2-2 horas e até de 3-3horas).
Fracionar as refeições (6-8x/dia) e comer devagar, mastigando bem os alimentos, ajuda tanto a diminuir as náuseas quanto melhorar o apetite. Alimentos muito quentes devem evitados, já que eles aumentam a sensação de náusea.

Câncer de intestino – fique alerta aos sintomas!


O câncer de intestino, também chamado de câncer do cólon e  do reto é um tumor maligno muito frequente. Apesar da alta incidência é um tipo de câncer que tem altas taxas de cura se diagnosticado e tratado nos estágios iniciais.
Além disso, é um dos poucos tipos de câncer que pode ser efetivamente prevenido, através do tratamento de lesões precursoras, os pólipos intestinais. O tratamento dos pólipos é feito com o exame de colonoscopia e a indicação do exame depende da avaliação de um médico especialista.  Fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de intestino são:
• Alimentação rica em gorduras e carne vermelha  e pobre em frutas, verduras e cereais;
•  Tabagismo;
•  Consumo excessivo ou frequente  de bebida alcoólica;
•  História de pólipos intestinais e de doenças inflamatórias do intestino.
Alguns sintomas podem estar diretamente relacionados à presença de um tumor no intestino, por isso as pessoas devem ficar alerta aos  sintomas abaixo, principalmente se mais de um deles estiver presente:
•  Mudanças súbitas no hábito intestinal (diarréia ou prisão de ventre);
•  Desconforto ao evacuar e sensação de evacuação incompleta ;
•  Presença de sangue nas fezes;
•  Distenção do abdome e náuseas;
•  Dor no abdome  e cólicas;
•  Perda de peso sem estar fazendo dieta;
•  Fraqueza e anemia.
É muito importante que as pessoas procurem o médico na presença desses sintomas. Infelizmente a presença dos sintomas pode significar que a doença já está avançada pois o câncer de intestino costuma não dar sintomas nas fases iniciais. Por esse motivo as pessoas que tem histórico familiar de câncer, ou seja casos de câncer na família, principalmente câncer de intestino, devem procurar um especialista para realizar investigação com exames, visando prevenção e detecção precoce da doença. Para pessoas acima de 50 anos, recomenda-se a realização anual do exame de pesquisa de sangue oculto nas fezes. Se o exame for positivo, pode ser sugerido pelo especialista o exame de colonoscopia ou retossigmoidoscopia que visam identificar a causa do sangramento. Quem tem parentes de primeiro grau com história de pólipos intestinais também deve procurar um especialista para saber se e quando deve a colonoscopia é indicada.
O câncer de intestino nas fases iniciais é tratado com cirurgia. Nos casos mais avançados a quimioterapia e a radioterapia também são indicadas. As taxas de cura dependem do estágio da doença. Quanto mais cedo o câncer é diagnosticado e tratado maior é a chance de cura, daí a importância em procurar um médico especialista quando houver suspeita.

Fonte: centrodeoncologia.com

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Dez dicas para se proteger do câncer



1. Pare de fumar! Esta é a regra mais importante para prevenir o câncer.
2. Uma alimentação saudável pode reduzir as chances de câncer em pelo menos 40%. Coma mais frutas, legumes,
verduras, cereais e menos alimentos gordurosos, salgados e enlatados. Sua dieta deveria conter diariamente, pelo menos, cinco porções de frutas, verduras e legumes. Dê preferência às gorduras de origem vegetal como o azeite extra virgem, óleo de soja e de girassol, entre outros, lembrando sempre que não devem ser expostas a altas temperaturas. Evite gorduras de origem animal (leite e derivados, carne de porco, carne vermelha, pele de frango etc) e algumas gorduras vegetais como margarinas e gordura vegetal hidrogenada.
3. Evite ou limite a ingestão de bebidas alcoólicas. Os homens não devem tomar mais do que dois drinks por dia, enquanto as mulheres devem limitar este consumo a um drink. Além disso, pratique atividades físicas moderadamente durante pelo menos 30 minutos, cinco vezes por semana.
4. É aconselhável que homens, entre 50 e 70 anos, na oportunidade de uma consulta médica, orientem-se sobre a necessidade de investigação do câncer da próstata.
5. Os homens acima de 45 anos e com histórico familiar de pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos
devem realizar consulta médica para investigação de câncer da próstata.
6. As mulheres, com 40 anos ou mais, devem realizar o exame clínico das mamas anualmente. Além disto, toda mulher, entre 50 e 69 anos, deve fazer uma mamografia a cada dois anos. As mulheres com caso de câncer de mama na família (mãe, irmã, filha etc, diagnosticados antes dos 50 anos), ou aquelas que tiverem câncer de ovário ou câncer em uma das mamas, em qualquer idade, devem realizar o exame clínico e mamografia, a partir dos 35 anos de idade, anualmente.
7. As mulheres com idade entre 25 e 59 anos devem realizar exame preventivo ginecológico. Após dois exames normais seguidos, deverá realizar um exame a cada três anos. Para os exames alterados, deve-se seguir as orientações médicas.
8. É recomendável que mulheres e homens, com 50 anos ou mais, realizem exame de sangue oculto nas fezes, a cada ano (preferencialmente), ou a cada dois anos.
9. No lazer, evite exposição prolongada ao sol, entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada como chapéu, barraca e protetor solar. Se você se expõe ao sol durante a jornada de trabalho, procure usar chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.
10. Realize diariamente a higiene oral (escovação) e consulte o dentista regularmente.
Fonte: accg.org.br

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Grupo de Apoio Amigas do Peito da ASSOCRIO promove bazar e sessão de filme

Na última terça (15) o Grupo Amigas do Peito (GAP) da Associação dos Amigos do Crio - ASSOCRIO promoveu “Um dia de atividades”: às 8h houve um bazar com produtos arrecadas pelo próprio GAP, o qual foi aberto ao público e às 14h – Cinema com as Amigas, as participantes assistiram “Odeio o dia dos namorados”, um filme de comédia brasileira.


O objetivo da atividade foi levar as mulheres a um momento de convivência e brincadeira, despertando o prazer pelo convívio social, auxiliando no tratamento da doença.